quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Rezando o 38º Documento Capitular ...

Documento Capitular – Parte I
Identidade e Formação no Espírito
–Eles não têm vinho –
Canto Inicial: 640 – O meu Reino tem muito a dizer...*
Hino
Salmos
Meditações sobre o 38º Documento Capitular
1. Em Caná, junto com Jesus, o protagonista, aparece Maria, a intercessora; aparecem os servos, que obedecem ; e aparecem os discípulos, que creem no Mestre. Neste episódio concentra-se a história passada do povo de Israel e se delineia a futura, da nova comunidade dos crentes em Jesus. Duas características são marcantes: a primeira a falta de vinho; a segunda o vinho “bom”, o que possibilita a continuidade da festa.

Todos: Queremos enfrentar o sexênio que está à nossa frente, vivendo dia-a-dia o espírito de Caná. “O que nós esperamos, conforme a sua promessa, são novos céus e nova terra, onde habitará a justiça” (2 Pd 3, 13).
2. Se em muitos aspectos nossa realidade é institucional e seguimos princípios das organizações sociais, na sua identidade mais profunda é uma realidade carismática que encontra sua força no Espírito de Deus. Viver plenamente a nossa identidade de consagrados pavonianos, a partir da missão, equivale a tornar-nos “dia, após dia, pessoas cristiformes e assim apressar a vinda do Senhor, que coincidirá não com o ‘fim’ do mundo, mas com a sua transformação. Jesus não veio para substituir o velho em novo, mas para transformar o velho em novo. Soube tirar de uma realidade morta (pelo comodismo, rotina, discórdia, incoerência, omissão, idolatria, ...) os elementos vitais e fundamentais do seu carisma (Espírito fundante).
Todos: Somos chamados a exercitar a esperança, considerando o nosso “velho”, nossa história fundacional e o nosso patrimônio carismático, como portadores de uma “novidade” a ser redescoberta diante das exigências do nosso tempo .
3. É no Espírito que devemos nos orientar para encarnar a novidade que advém dele. O Espírito é o “vinho bom” que Jesus oferece em Caná, como sinal dos tempos novos. O “não têm vinho” indica a sensibilidade e o julgamento da Mãe de Jesus sobre a história, uma avaliação sobre o ser de Israel naquele momento. Porém é de tamanha importância a superação da situação de inércia, desanimada, sem perspectivas ... Pe. Pavoni, antes de ser um teórico sobre sua realidade, foi um homem prático, aberto à graça de Deus e ativou um processo de superação no seu tempo. Ele assume os problemas e se sente impelido a agir. Com um coração sensível, doa-se inteiramente aos seus jovens, confiados por Deus, a ponto de transformar o “ir ao encontro deles” para “viver com eles”. Ele escolhe partilhar sua vida com eles, pondo-os no centro de seus projetos.
Todos: Dá-nos do teu vinho, Jesus, fonte de criatividade e dinamismo em nossa ação. Faze que também nós sejamos portadores daquela alegria que contagiou Caná.
4. Antes de tudo, devemos crer verdadeiramente em Jesus, na sua presença Providente; colocá-lo no centro da nossa vida. Ele, de fato, é a novidade, renova todo o nosso ser e a nossa ação apostólica, tanto do presente como do passado. Ele faz reviver a nossa fidelidade e a nossa ousadia, a nossa espiritualidade encarnada e a nossa presença no mundo. Dar futuro à missão pavoniana, a partir da nossa identidade, significa redescobrir Jesus como “Aquele que vem”. Isto é, redescobri-lo como motivo e objeto da nossa esperança. Depois, confiar na Mãe da Divina Providência, companheira e cúmplice em nossa missão e invocar sua intercessão, cantemos.
Canto: 496 – Ó Mãe, por intermédio do teu nome...*
5. Jesus, vale-se de “seis jarras de pedra para a purificação ritual dos judeus”, que “estavam ali”. Com isso o evangelista quer evidenciar que a antiga aliança encerrava em si as condições de possibilidade de uma própria revisão e consequentemente uma superação. Diante disso, ao voltar o nosso olhar para a realidade da nossa Congregação, em nível numérico, constatamos que ela não nos permite manobras estratégicas de amplas dimensões, porém, nem por isso podemos cruzar os braços, todavia, urge dar continuidade e futuro ao trabalho que já realizamos. Neste sentido, peçamos, pois ao dono da Messe que envie mais operários para labutar no seu Reino.
Todos: Oração Vocacional Pavoniana
Cântico de Maria
Preces
Oração Final
· Os cantos têm como referêcia o livro de Cânticos para a animação litúrgica da Arquidiocese de Vitória- ES “Cantai ao Senhor”.
· Ideia Original e Adapatação de texto: Ir. Thiago Cristino, FMI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oração Vocacional Pavoniana

Oração Vocacional Pavoniana
Divino Mestre Jesus, ao anunciar o Reino do Pai escolheste discípulos e missionários dispostos a seguir-te em tudo; quiseste que ficassem contigo numa prolongada vivência do “espírito de família” a fim de prepará-los para serem tuas testemunhas e enviá-los a proclamar o Evangelho. Continua a falar ao coração de muitos e concede a quantos aceitaram teu chamado que, animados pelo teu Espírito, respondam com alegria e ofereçam sem reservas a própria vida em favor das crianças, dos surdos e dos jovens mais necessitados, a exemplo do beato Pe. Pavoni. Isto te pedimos confiantes pela intercessão de Maria Imaculada, Mãe e Rainha da nossa Congregação. Amém!

SERVIÇO DE ANIMAÇÃO VOCACIONAL - FMI - "Vem e Segue-Me" é Jesus que chama!

  • Aspirantado "Nossa Senhora do Bom Conselho": Rua Pe. Pavoni, 294 - Bairro Rosário . CEP 38701-002 Patos de Minas / MG . Tel.: (34) 3822.3890. Orientador dos Aspirantes – Pe. Célio Alex, FMI - Colaborador: Ir. Quelion Rosa, FMI.
  • Aspirantado "Pe. Antônio Federici": Q 21, Casas 71/73 . Setor Leste. CEP 72460-210 - Gama / DF . Telefax: (61) 3385.6786. Orientador dos Aspirantes - Ir. José Roberto, FMI.
  • Comunidade Religiosa "Nossa Senhora do Bom Conselho": SGAN Av. W5 909, Módulo "B" - Asa Norte. CEP 70790-090 - Brasília/DF. Tel.: (61) 3349.9944. Pastoral Vocacional: Ir. Thiago Cristino, FMI.
  • Comunidade Religiosa da Basílica de Santo Antônio: Av. Santo Antônio, 2.030 - Bairro Santo Antônio. CEP 29025-000 - Vitória/ES. Tel.: (27) 3223.3083 (Comunidade Religiosa Pavoniana) / (27) 3223.2160 / 3322.0703 (Basílica de Santo Antônio) . Reitor da Basílica: Pe. Roberto Camillato, FMI.
  • Comunidade Religiosa da Paróquia São Sebastião: Área Especial 02, praça 02 - Setor Leste. CEP 72460-000 - Gama/DF. Tel.: (61) 34841500 . Fax: (61) 3037.6678. Pároco: Pe. Natal Battezzi, FMI. Pastoral Vocacional: Pe. José Santos Xavier, FMI.
  • Juniorado "Ir. Miguel Pagani": Rua Dias Toledo, 99 - Bairro Vila Paris. CEP 30380-670 - Belo Horizonte / MG. Tel.: (31) 3296.2648. Orientador dos Junioristas - Pe. Claudinei Ramos Pereira, FMI. ***EPAV - Equipe Provincial de Animação Vocacional - Contatos: Ir. Antônio Carlos, Pe. Célio Alex e Pe. Claudinei Pereira, p/ e-mail: vocacional@pavonianos.org.br
  • Noviciado "Maria Imaculada": Rua Bento Gonçalves, 1375 - Bairro Centro. CEP 93001-970 - São Leopoldo / RS . Caixa Postal: 172. Tel.: (51) 3037.1087. Mestre de Noviços - Pe. Renzo Flório, FMI. Pastoral Vocacional: Ir. Johnson Farias e Ir. Bruno, FMI.
  • Seminário "Bom Pastor" (Aspirantado e Postulantado): Rua Monsenhor José Paulino, 371 - Bairro Centro. CEP 37550-000 - Pouso Alegre / MG . Caixa Postal: 217. Tel: (35) 3425.1196 . Orientador do Seminário - Ir. César Thiago do Carmo Alves, FMI.

Associação das Obras Pavonianas de Assistência: servindo as crianças, os surdos e os jovens!

  • Centro Comunitário "Ludovico Pavoni": Rua Barão de Castro Lima, 478 - Bairro: Real Parque - Morumbi. CEP 05685-040. Tel.: (11) 3758.4112 / 3758.9060.
  • Centro de Apoio e Integração dos Surdos (CAIS) - Rua Pe. Pavoni, 294 - Bairro Rosário . CEP 38701-002 Patos de Minas / MG . Tel.: (34) 3822.3890. Coordenador: Luís Vicente Caixeta
  • Centro de Formação Profissional: Av. Santo Antônio, 1746. CEP 29025-000 - Vitória/ES. Tel.: (27) 3233.9170. Telefax: (27) 3322.5174. Coordenadora: Sra. Rosilene, Leiga Associada da Família Pavoniana
  • Centro Educacional da Audição e Linguagem Ludovico Pavoni (CEAL-LP) SGAN Av. W5 909, Módulo "B" - Asa Norte. CEP 70790-090 - Brasília/DF. Tel.: (61) 3349.9944 . Diretor: Pe. José Rinaldi, FMI
  • Centro Medianeira: Rua Florêncio Câmara, 409 - Centro. CEP 93010-220 - São Leopoldo/RS. Caixa Postal: 172. Tel.: (51) 3037.2797 / 3589.6874. Diretor: Pe. Renzo Flório, FMI
  • Colégio São José: Praça Dom Otávio, 270 - Centro. CEP 37550-000 - Pouso Alegre/MG - Caixa Postal: 149. Tel.: (35) 3423.5588 / 3423.8603 / 34238562. Fax: (35) 3422.1054. Cursinho Positivo: (35) 3423. 5229. Diretor: Prof. Giovani, Leigo Associado da Família Pavoniana
  • Escola Gráfica Profissional "Delfim Moreira" Rua Monsenhor José Paulino, 371 - Bairro Centro. CEP 37550-000 - Pouso Alegre / MG . Caixa Postal: 217. Tel: (35) 3425.1196 . Diretor: Pe. Nelson Ned de Paula e Silva, FMI.
  • Obra Social "Ludovico Pavoni" - Quadra 21, Lotes 71/72 - Gama Leste/DF. CEP 72460-210. Tel.: (61) 3385.6786. Coordenador: Sra. Sueli
  • Obra Social "Ludovico Pavoni": Rua Monsenhor Umbelino, 424 - Centro. CEP 37110-000 - Elói Mendes/MG. Telefax: (35) 3264.1256 . Coordenadora: Sra. Andréia Mendes, Leiga Associada da Família Pavoniana.
  • Obra Social “Padre Agnaldo” e Pólo Educativo “Pe. Pavoni”: Rua Dias Toledo, 99 - Vila Paris. CEP 30380-670 – Belo Horizonte/MG. Tels.: (31) 3344.1800 - 3297.4962 - 0800.7270487 - Fax: (31) 3344.2373. Diretor: Pe. André Callegari, FMI.

Total de visualizações de página

Vídeos Pavonianos

Loading...

Artigos do blog

Quem sou eu?

Minha foto
Bréscia, Italy
Sou fundador da Congregação Religiosa dos Filhos de Maria Imaculada, conhecida popularmente como RELIGIOSOS PAVONIANOS. Nasci na Itália no dia 11 de setembro de 1784 numa cidade chamada Bréscia. Senti o chamado de Deus para ir ao encontro das crianças e jovens que, por ocasião da guerra, ficaram órfãos, espalhados pelas ruas com fome, frio e sem ter o que fazer... e o pior, sem nenhuma perspectiva de futuro. Então decidi ajudá-los. Chamei-os para o meu Oratório (um lugar onde nos reuníamos para rezar e brincar) e depois ensinei-os a arte da marcenaria, serralheria, tipografia (fabricar livros), escultura, pintura... e muitas outras coisas. Graças a Deus tudo se encaminhou bem, pois Ele caminhava comigo, conforme prometera. Depois chamei colaboradores para dar continuidade àquilo que havia iniciado. Bem, como você pode perceber a minha história é bem longa... Se você também quer me ajudar entre em contato. Os meus amigos PAVONIANOS estarão de portas abertas para recebê-lo em nossa FAMÍLIA.